A importação de um ficheiro SAF-T de faturação, no Cloudware Business, poderá ser feita através do menu Empresa > Importação e Exportação > Importar ficheiro SAF-T (PT).



Aberta a nova janela, deverá clicar em Importar SAF-T (PT).



De seguida, terá de definir as configurações pretendidas para a importação do ficheiro SAF-T.



1. Importar os documentos de venda?
    Permite importar os documentos de venda existentes no ficheiro SAF-T.

2. Considerar as FT/FS como pago?
    Ao selecionar esta opção, o programa irá ignorar os recibos existentes no ficheiro SAF-T e irá considerar     todas as faturas e/ou faturas simplificadas como pagas, tendo em conta o método de pagamento a utilizar.
3. Opções de recibos para FR
    No caso das faturas-recibo, dado que estas incluem sempre o recibo, não é possível retirar esta opção, sendo que, aqui, apenas deverá selecionar o método de pagamento a utilizar.
4. Método a utilizar
    Aqui, deverá selecionar qual o método de pagamento a ser considerado para os recibos das faturas consideradas como pagas.

- Configuração definida nos clientes: o método de pagamento a considerar será aquele que está configurado na ficha de cada cliente. Caso não exista um método de pagamento definido na ficha de algum cliente, o programa assumirá que método de pagamento será por numerário.
Método específico: selecionando esta opção, surgirá um novo campo, Método de pagamento, a preencher. Desta forma, todos os recibos serão considerados como pagos pelo método escolhido.
Método definido no SAF-T: esta opção apenas está disponível nas Opções de recibos para FR e indica que todos os recibos referentes a faturas-recibo irão ser importados com o método de pagamento definido no ficheiro SAF-T. 

5. Importar vendas ao consumidor final resumidas? (Agrupadas por dia)
    Selecionando esta opção, será gerado um documento que irá agrupar todas as vendas a consumidor final num documento só, por dia, que ficará designado como Vendas a Consumidor Final (VCF).
6. Como importar os produtos e serviços do SAF-T?
- Como definido no SAF-T: selecionando esta opção, o programa irá classificar os itens como produtos ou serviços consoante o que está definido no ficheiro SAF-T.
- Como produto: Todos os itens existentes no ficheiro SAF-T serão classificados como produto, pelo que irão ser contabilizados na conta 71.
- Como serviço: Todos os itens existentes no ficheiro SAF-T serão classificados como serviço, pelo que irão ser contabilizados na conta 72.


Avançando para o passo seguinte, poderá carregar o ficheiro SAF-T ao clicar em Carregar ficheiro(s) ou, então, ao arrastar o mesmo para a zona delimitada a tracejado. Por fim, ao clicar em Importar, o ficheiro SAF-T será importado.


É de ressalvar que o tamanho máximo do ficheiro está limitado a 50 MB. Deste modo, quando este limite é excedido, o ficheiro deverá ser comprimido numa pasta .zip.


Além disso, o ficheiro deverá ser devidamente validado através do validador offline da Autoridade Tributária.

Descarregue a Aplicação de Validação Local, da estrutura de dados da Portaria n.º 302/2016, de 2 de dezembro, aqui.



Ao selecionar a opção Atualizar os dados da empresa com os dados do ficheiro SAF-T (PT)?, os dados da empresa gravados no menu Empresa > Configurações > Dados da Empresa, serão atualizados segundo os dados existentes no ficheiro SAF-T.
Sendo assim, caso os dados da empresa estejam corretamente preenchido no Cloudware Business, recomendamos que esta opção não seja selecionada.


Poderá consultar nas notificações se o ficheiro foi importado com sucesso ou não.

Saiba como consultar os erros de importação aqui. (adicionar link quando o artigo estiver criado)



Joana Silveira

Equipa Cloudware